Campeonato Nacional Absoluto (Foto: Luís Quinta Nova)

Mais uma época de orientação pedestre que chega ao fim, como sempre com o Campeonato Nacional Absoluto. Este evento diferencia-se dos restantes (inclusivamente de outras modalidades) pois todos os atletas podem lutar pelo lugar de campeão, independentemente da sua idade. É, então, o campeonato que decide o campeão absoluto masculino e o campeão absoluto feminino.

Este ano o evento decorreu bem perto de Monsaraz, com paisagens incríveis sobre o Alqueva. No sábado desenrolou-se a etapa de apuramento para final, enquanto que todas as decisões ficaram reservadas para domingo.

O Natura participou com uma vasta comitiva, a maioria deles lutando pelo apuramento enquanto outros participaram no evento paralelo que pontuava para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre. 

Relativamente ao apuramento, o destaque vai para os quatro atletas que conseguiram o apuramento para a Final deste Campeonato, 3 atletas femininas (Susana Almeida, Sofia Pinto e Carla Macedo) e 1 atleta masculino (Miguel Nóbrega). Destaque ainda para a prestação do nosso jovem atleta Diogo Neto que apesar de ainda ser H16, alcançou um excelente resultado (45º lugar na final B, a 7 min do apuramento).

Já no que diz respeito à final, Susana Almeida alcançou a melhor posição entre os 4 atletas, com um honroso 25º lugar. Seguiram-se Sofia Pinto em 32º, Miguel Nóbrega em 33º (na final Masculina) e Carla Macedo em 51º (atleta que correu muito limitada devida a uma entorse).

Campeonato Nacional Absoluto - Pódio H21B (Foto: Luís Quinta Nova)

Campeonato Nacional Absoluto - Pódio D65 (Foto: Luís Quinta Nova)

No evento que decorreu paralelamente, Ricardo Augusto que se estreou em provas de floresta, alcançou o 3º lugar em H21B enquanto Hermínia Tavares alcançou mais um pódio, desta vez com um 3º lugar em D65. Rui Martins e Ricardo Lopes que infelizmente não conseguiram o apuramento para a final, alcançaram o 1º e 3º lugares na etapa de domingo.

Todos os resultados disponíveis aqui.

 As provas de orientação regressam apenas em 2020. No entanto, e até lá, partilharemos convosco o balanço desportivo desta época assim como algumas novidades acerca da próxima !

Acompanha todo o calendário em http://www.orioasis.pt.

Queres experimentar? contacta-nos!

Segue todas as notícias sobre o Clube de Orientação de Viseu-Natura e a Federação Portuguesa de Orientação em:

http://www.coviseu-natura.pt  

http://www.facebook.com/coviseu

http://www.fpo.pt

Written by

Encerramento do circuito Portugal City Race

Wednesday, 13 November 2019 11:01

Decorreu, na Figueira da Foz, no passado dia 10 de Novembro a última etapa circuito Portugal City Race, edição 2019. A organização esteve a cargo da Associação Desportiva do Mondego, Município da Figueira da Foz e Federação Portuguesa de Orientação.

O Natura marcou presença com 12 atletas, com idades entre os 10 e os 69 anos de idade. Nesta etapa destacamos Susana Almeida que alcançou o 1º lugar no escalão de Seniores FemininosHermínia Tavares que conseguiu o 2º lugar em Veteranos III Feminino e João Rodrigues que ficou em 3º lugar no escalão de Veteranos III Masculino.

Portugal City Race - Pódio Juvenis

Na Figueira da Foz também decorreu o encerramento da 4ª edição do Portugal City Race, que contou com 13 etapas ao longo do ano de 2019 por várias cidades de Portugal.

Susana Almeida subiu ao pódio na 2ª posição no escalão de Seniores Feminino, Miguel Nóbrega alcançou o 4º lugar e Rui Martins o 5º lugar em Seniores Masculino, Diogo Neto conseguiu o 3º lugar no pódio em Juvenis Masculino e Hermínia Tavares subiu ao pódio na 1ª posição em Veteranos III Feminino.

Parabéns aos atletas do Natura que acompanharam o Portugal City Race.


Figueira da Foz City Race - Pódio Veteranos III

Os resultados da 13ª etapa do circuito pode ser consultado aqui.

O ranking do Portugal City Race pode ser consultado aqui.

Acompanha todo o calendário em www.orioasis.pt

Queres experimentar? contacta-nos!

Segue todas as notícias sobre o Clube de Orientação de Viseu-Natura e a Federação Portuguesa de Orientação em:

http://www.coviseu-natura.pt  
http://www.facebook.com/coviseu 
http://www.fpo.pt 

 

Written by

A primeira edição do Campeonato Nacional de Sprint Relay decorreu no passado dia 9 de novembro em Braga. Uma prova que prometia ficar na história do Natura pelos resultados desportivos, mas que acabou por ficar marcada pela grande demonstração de fair-play e zelo pela verdade desportiva.

No final da prova, mesmo depois de saberem que tinham alcançado o 3º lugar no referido campeonato nacional e sem que tenha havido qualquer reclamação, a equipa do Natura solicitou a sua própria desclassificação por terem passado uma cerca intransponível. Ainda que não tenha havido qualquer controlo por parte da organização e apesar de a atitude dos atletas ter sido totalmente inconsciente, preferiram manter-se fiéis aos seus princípios éticos.

Numa altura em que tanto se dúvida da ética e fair-play no seio da família orientista, aqui fica uma demonstração dos ideais que devem ser passados pelos dirigentes aos atletas, sejam eles jovens ou não.

Parabéns aos atletas do Natura!

 

Já durante a tarde realizou-se uma etapa da Taça de Portugal de Sprint. No mapa de Vila Verde (Braga) os destaques vão para Susana Almeida que venceu o escalão D21A e Paulo Assis que venceu o escalão Difícil Longo.

Ricardo Lopes foi 2º em H21A, Ricardo Augusto foi 3º no escalão Difícil Longo, enquanto Daniela Silva, Carla Macedo e Rafael Silva foram quartos em Difícil Longo, D21A e H21A, respetivamente.

Os resultados das duas etapas podem ser consultados aqui

A época de orientação termina com o Campeonato Nacional Absoluto no fim de semana de 23 e 24 de novembro.

Acompanha todo o calendário em www.orioasis.pt.

Queres experimentar? contacta-nos!

Segue todas as notícias sobre o Clube de Orientação de Viseu-Natura e a Federação Portuguesa de Orientação em:

http://www.coviseu-natura.pt  

http://www.facebook.com/coviseu 

http://www.fpo.pt 

Written by

3º Open Ori-Pedestre de Sesimbra

Thursday, 07 November 2019 08:32

 

3º Open Ori-Pedrestre de Sesimbra (Foto: Pedro Miguel do GDU Azoia)

No passado fim de semana  dia 26 e 27 de Outubro, o Grupo Desportivo de União da Azóia (GDUA) realizou o 3º Open Ori-Pedestre de Sesimbra. O Clube de Orientação de Viseu - Natura, fez-se representar por 12 atletas.

Este evento apresentou duas etapas de distância média em floresta e terreno de dunas, em Sesimbra Nascente e na Lagoa de Albufeira, respetivamente.  Em ambas as provas, manter a concentração na navegação era uma fator determinante para efetuar uma boa prova, apresentando uma forte componenete técnica em ambas as etapas e mais física no primeiro dia.

Os atletas presentes obtiveram bons resultados, com a maioria a ficar no top 10 do seu escalão de competição. Destacam-se os pódios alcançados pelas atletas Susana Almeida, que conseguiu o 1º lugar no escalão D21A (escalão de competição) e Ana Pinto que alcançou o 2º lugar no escalão Dificil Curto (escalão aberto).

Ana Pinto a correr neste momento num escalão aberto pois encontra-se grávida de alguns meses, demonstra que a orientação é uma modalidade inclusiva, estando aberta para todas as pessoas.

Todos os resultados disponíveis aqui

A orientação para agora para férias, voltando em setembro. Acompanha todo o calendário em www.orioasis.pt.

Queres experimentar? contacta-nos!

Segue todas as notícias sobre o Clube de Orientação de Viseu-Natura e a Federação Portuguesa de Orientação em:

http://www.coviseu-natura.pt 

http://www.facebook.com/coviseu  

http://www.fpo.pt 

 

Written by

No passado dia 14 de Julho o Clube de Orientação de Vila Real (Orimarão) pode finalmente organizar a segunda etapa do IV Troféu Caminhos do Alvão (cancelada devido ao mau tempo a 7 de Abril). Nesta prova, de longa distancia, o Clube Natura fez-se representar por 12 atletas dos quais 2 se estrearam em mapa de floresta.

O evento foi realizado no mapa da Serra do Alvão que é conhecido por ser um terreno bastante exigente tecnicamente e com desníveis acentuados onde a preparação física é um elemento crucial para a realização de bons tempos.

A nível de resultados destacamos o 1º lugar para Herminia Tavares no escalão D65, outro 1º lugar no escalão de D21A para Susana Almeida, 2º lugar no escalão de H21B para José Almeida e 2º lugar para Rui Martins em H21A. 

Nos escalões abertos o atleta Ricardo Augusto que arrecadou o 1º lugar em Difícil Curto, e em Fácil Longo o atleta Paulo Assis consegui o 1º lugar e João Augusto o 2º.

Todos os resultados disponíveis aqui

A orientação para agora para férias, voltando em setembro. Acompanha todo o calendário em www.orioasis.pt.

Queres experimentar? contacta-nos!

Segue todas as notícias sobre o Clube de Orientação de Viseu-Natura e a Federação Portuguesa de Orientação em:

http://www.coviseu-natura.pt 

http://www.facebook.com/coviseu  

http://www.fpo.pt 

 

 

Written by

A 4ª edição do Viseu City Race, juntou este ano três centenas de participantes, de todas as idades e com variada experiência na modalidade. O evento, constituído por duas etapas de orientação pedestre, deixou mais uma vez os atletas surpreendidos pela capacidade organizativa do Clube de Orientação de Viseu – Natura. Com o apoio da Federação Portuguesa de Orientação, Município de Viseu e Freguesia de Viseu, a organização demonstrou a sua grande capacidade organizativa, oferecendo excelentes condições aos atletas e permitindo que todos saíssem satisfeitos.

No sábado, na etapa a contar para a Taça de Portugal de Sprint, os grandes vencedores dos escalões de Elite foram Diogo Miguel do Ori-Estarreja e Tânia Covas Costa do .COM.

Já no domingo, etapa rainha do evento que teve como centro do evento o Fórum Viseu, Raquel Ferreira do GD4C e Paulo Palhinha do CP Abrunheira foram os grandes vencedores dos escalões Seniores. Raquel Ferreira cimentou a liderança do Circuito Portugal City Race enquanto que Paulo Palhinha luta com Maikel Rodriguez pelo primeiro lugar do circuito.

Mas o grande destaque deste evento vai para o elevado número de atletas inscritos em escalões abertos (mais de uma centena) e que experimentaram a orientação pela primeira vez. E o feedback não podia ser mais positivo. O desconhecido passou a “certamente que vou repetir a experiência”.

O Circuito Portugal City Race regressa só em Outubro com o Cascais City Race. Segue todas as atualizações do Clube de Orientação de Viseu – Natura e da Federação Portuguesa da Orientação em http://www.coviseu-natura.pt e http://www.fpo.pt .

Resultados Seniores:

Sen M:

1º Paulo Palhinha - CP Abrunheira – 52:22
2º Gil Serafim – OriMarão - 56:49
3º Luís Carlos - ADC – 57:14
4º Diogo Reis – GD4C – 1:00:56
5º Maksim Starykevich – Individual Bielorrússia – 1:02:14

Sen F:

1ª Raquel Ferreira - GD4C - 44:01
2ª Tânia Covas Costa - .Com - 46:19
3º Anabela André – OriMarão – 54:23
4ª Zélia Viana - .COM – 58:23
5ª Sofia Inácio – CMO Funchal - 1:01:08

Outros vencedores:

Open Curto - Alexei Spridonov - SRD - 26:14
Open Médio – Jorge Barbosa – Ori-Primos - 26:19
Open Longo – Rui Gomes - VRV 52:10
Juvenis - Pedro Viana (GD4C) - 29:49 e Nadine Silva (GD4C) - 25:05
Juniores – José Dinis (GD4C) - 41:21 e Ana Jorge (Ori-Estarreja) - 32:34
Veteranos I – Nuno Ferreira (CPOC) - 37:50 e Helena Sousa (OriMarão) - 32:13
Veteranos II – José Pedrosa (COALA) – 36:01 e Aida Correia (GD4C) - 33:49
Veteranos III – Jorge Santos ( COALA) – 30:28 e Beatriz Leite (GD4C) – 1:10:12

Written by

Resultados finais dos Jogos Desportivos do Concelho de Tondela 2019

Orientação Pedestre
Resultados etapa 2 - orientação noturna 
Resultados Somatório Pontos das 2 Etapas - Classificação Final Individual 
Melhor Colectividade Orientação Pedestre

Orientação em BTT
Resultados Orientação em BTT
Melhor Colectividade Orientação em BTT

NOTAS:
1) Os resultados em orientação em BTT estão na forma de tempos. Dado haver apenas uma etapa, a classificação é indiferente ser em tempos ou pontos.
2) Relembramos que os escalões B e C não são competitivos e portanto não contam para a classificação coletiva. 
3) Qualquer dúvida deve ser reportada para o e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Legenda:
dns: "Did Not Start" -> atleta não participou
mp: "Missing Point" -> atleta não controlou os pontos todos ou não o fez por ordem correta
dnf: "Did not Finish" -> atleta não picou a box de finish 

Written by

Resultados da etapa de orientação dos Jogos Desportivos de Penalva do Castelo - 26 de maio de 2018

Resultados por tempos

Legenda:
dns: "Did Not Start" -> atleta não participou
mp: "Missing Point" -> atleta não controlou os pontos todos ou não o fez por ordem correta
dnf: "Did not Finish" -> atleta não picou a box de finish 

Written by

Resultados da 1ª Etapa dos Jogos Desportivos do Concelho de Tondela  - 25 de maio de 2019

Resultados por tempos
Resultados Parciais (tempos entre pontos)

dns: "Did Not Start" -> atleta não participou
mp: "Missing Point" -> atleta não controlou os pontos todos ou não o fez por ordem correta
dnf: "Did not Finish" -> atleta não picou a box de finish 

Written by

Apresentação

Indo ao encontro dos ideais do Desporto para Todos o Clube de Orientação de Viseu – Natura e o Centro de Apoio a Deficientes de Santo Estêvão unem sinergias para a organização da prova de Orientação Adaptada, um Desporto para Todos- Estafeta da Amizade. 

Assim, particularmente direcionada para pessoas portadoras de deficiência, crianças até ao 1ºciclo e a idosos, não queremos deixar ninguém de fora sendo que convidamos desde já todos a juntarem-se a nós no dia 15 de maio, pelas 13:30 horas, no Parque Aquilino Ribeiro, mesmo no coração da cidade.

Contudo, este ano, o evento realizar-se-à em paralelo com o Dia Mundial Da Orientação e como tal estará disponível também um percurso de orientação pedestre formal para quem queira experimentar uma outra vertente da modalidade. 

A participação na prova pode ser realizada em pequenos grupos, pares ou individualmente, sendo que os participantes poderão optar por dois percursos:

- orientação adaptada - direcionado para pessoas com limitações cognitivas, crianças em idade pré-escolar e idosos, a prova poderá ser realizada individualmente ou em pequeno grupo e terá um percurso 1300 m ao longo do qual os atletas serão estimulados a visitar 12 pontos de controlo. 

- orientação pedestre - percurso formal no Parque Aquilino Ribeiro com cerca de 8 pontos de controlo em elementos de fácil identificação. O objetivo passo por ter contacto com os princípios básicos da orientação: ler um mapa e controlar os diferentes pontos de controlo.


Programa

-13:30: Partidas;
-16:00: Chegadas;
-16:30: Encerramento

Não perca esta oportunidade de praticar um atividade divertida e com um elevado potencial inclusivo. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas através do e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.


Informações complementares

 

Orientação Adaptada o que é?

É uma disciplina da Orientação, vocacionada especificamente para portadores de deficiência intelectual e crianças em idade pré-escolar.

Subdividida em duas vertentes, uma primeira de carácter predominantemente de divertimento, denominada por “Atividade Adaptada”, tem um propósito eminentemente lúdico e o seu desenvolvimento requer a constante interação de um pequeno grupo de indivíduos. Uma segunda, intitulada de “Orientação Adaptada”, tem um intuito puramente competitivo, apela à autonomia dos praticantes para o desenvolvimento e concretização individual do percurso.

Como se faz?

- No início da atividade o praticante recebe um mapa do local onde se encontra assinalado o terreno de prova, a sinalética correspondente ao número de pontos a visitar, assim como a respetiva sequência de cores correspondente à resposta correta que deve ser assinalada num cartão fornecido no início da prova.

- Em cada ponto de controlo a visitar está materializado por um ponto de observação no qual se pode observar um conjunto de 3 a 5 balizas com as sequências de cores.

- O fator tempo é relegado para segundo plano. O importante é que o orientista faça a correlação entre o que se encontra assinalado no mapa e o que está materializado no terreno sob a forma de sequência de cores.

- Os participantes devem ser incentivados a interpretarem o terreno de prova, aproximar-se e observar atentamente as sequências de cores e a compará-las com a sinalética do mapa.

- Posteriormente à observação regressam ao ponto de observação e, através de um picotador (alicate), assinalam a resposta correta no cartão de controlo fornecido no início da prova.

- Vence aquele que no final da prova obtiver o maior número de respostas corretas.

 


Para completar estas informações não deixe de consultar:

Artigo de Tadeu Celestino & Antonino Pereira (2015) “Orientação Adaptada: Características e Potencialidades de um Desporto de Inclusão” na Revista Científica da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, em:
http://www.fpdd.org/output_efile.aspx?id_file=3875

Artigo da Federação Portuguesa de Orientação “Trail Orienteering”: http://www.fpo.pt/Trail-O

Artigo do Grupo Desportivo 4 Caminhos “Orientação Adaptada Um Desporto para a Deficiencia Intelectual:
http://gd4caminhos.com/eventos/circuito/images/stories/circuito/ori_adaptada_regulamento.pdf

 


Edições anterioes:

Vídeos de Marta Matos - Invictus

Edição 2016: link aqui

Edição 2017: link aqui

Edição 2018: 

 

 

 

 

Written by
Page 1 of 5