Realizou-se nos dias 12 e 13 de novembro, o derradeiro evento da época 2016 de Orientação Pedestre. O Campeonato Nacional Absoluto disputou-se no Alentejo com organização do CN Alvito e COALA.

No sábado realizou-se a qualificação deste campeonato. Aqui todos os atletas (masculinos de um lado, femininos de outro) têm a oportunidade de lutar por um lugar na final. Assim, os percursos são muito idênticos para atletas dos 16 aos 75 anos de idade. Os 60 melhores masculinos e femininos (com mais de 60 pontos) ganham passaporte para final que apura os Campeões Absolutos.

Aqui, o Clube de Orientação de Viseu – Natura fez história ao conseguir apurar pela primeira vez dois atletas para a final Masculina. Tiago Reis e Miguel Nóbrega carimbaram a sua passagem à final com os tempos de 45:17 e 48:34, contra os 34’ do melhor tempo de Tiago Romão (Gafanhori).

No domingo realizou-se a aguardada final. Tiago Reis e Miguel Nóbrega concluíram a final nos 39º e 42º lugares respetivamente. Um excelente resultado para a sua primeira experiência nestas andanças. Quanto aos restantes escalões, Susana Almeida alcançou o 2º lugar em D21A, Carla Macedo o 3º lugar em D21B e Hermínia Tavares o 2º lugar em D60.

Com o final de época, encerrou-se também a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre. No ranking final destaque para 4 pódios de aletas do Clube de Orientação de Viseu – Natura. Sofia Pinto, 3º lugar em D21A, Hermínia Tavares, 2º lugar em D60, Miguel Nóbrega, 2º lugar em H21A e Rafael Silva, 3º em H21B.

A nível de clubes, o Clube de Orientação de Viseu – Natura termina a época em 11º lugar num universo de 39 clubes que participaram.

Todos os resultados disponíveis no OriOasis.

Written by

 

Foto: Isabel Saraiva

Realizou-se nos passados dias 8 e 9 de Outubro o II Meeting de Orientação Dão Lafões – Satão 2016. Com a organização do Clube de Orientação de Viseu, Camara Municipal do Satão e Federação Portuguesa de Orientação, o evento contou com 3 etapas, sendo duas delas a contar para o ranking da Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre.

O mapa do Srº dos Caminhos, utilizado pela primeira vez no Portugal O’meeting 2012, foi palco das 3 etapas. Um mapa com excelentes condições para a prática da modalidade e que permitiu apresentar aos cerca de 400 atletas percursos desafiantes e muito exigentes tanto tecnicamente como fisicamente.

Sábado, decorreu a distância média onde Mariana Moreira do Clube Português de Orientação e Corrida (CPOC) e Diogo Miguel do Ori-Estarreja levaram a melhor, ganhando os escalões de damas elite e homens elite.

Ainda no sábado e durante o início da noite, decorreu um mass start noturno onde todos os atletas partiram juntos num percurso noturno pela floresta do Srº dos caminhos. Uma etapa extra ao troféu mas que acrescentou valor ao evento e permitiu aos inscritos desafiarem-se a si próprios. No escalão difícil, as vitórias sorriram para Inês Domingues do COC e Rafael Miguel do Ori-estarreja.

Já no domingo, realizou-se uma prova de distância longa, onde Mariana Moreira mais uma vez se impôs na elite Feminina. Já na Elite Masculina a vitória foi para o Finlandês Ansi Vesanto, com escassos segundos de vantagem sobre Rafael Miguel do Ori-Estarreja.

No somatório das duas etapas, a vitória foi para Mariana Moreira do CPOC e Ansi Vesanto da Finlândia. Já por clubes, o Clube de Orientação do Centro foi a equipa com mais pontos.

 

A Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2016 termina em Novembro, com a realização do Campeonato Absoluto em Viana do Alentejo. 

Written by

Depois dos Campeonatos Nacionais de Distância Longa e Sprint em Palmela, a caravana da orientação pedestre mudou-se para Arraiolos nos dias 10, 11 e 12 de Junho de 2016.

Na sexta-feira, a organização ao cargo do GafanhOri, Clube de Orientação da Gafanhoeira, organizou uma estafeta de um atleta, uma etapa extra competição que serviu essencialmente como treino e ambientação ao terreno.

Já no sábado, realizaram-se os Campeonatos Nacionais de Distância Média, no mapa novo de Pedra da Câmara. Hermínia Tavares levou mais uma vez de vencido o seu escalão, consagrando-se assim Campeã Nacional de Distância Média em D60.Miguel Nóbrega alcançou o 2º lugar em H21A e Carla Macedo o 3º em D21B. O nosso jovem atleta Diogo Neto alcançou o 3º lugar em H12, mostrando mais uma vez que a Escolinha de Orientação do Natura está em alta.

Ainda no sábado, durante a tarde, realizou-se o Campeonato Ibérico de Orientação de Precisão, onde Miguel Nóbrega alcançou o 10º lugar.

Para domingo ficou reservada a mais esperada Estafeta, uma prova que trás sempre um espetáculo acrescido. O Natura participou com uma equipa em Seniores Masculino, Seniores Feminino, Popular Curta e Popular Longa. A equipa de Seniores Feminino constituída por Sofia Pinto, Susana Almeida e Carla Macedo alcançaram o 5º lugar enquanto a equipa Seniores Masculino constituída por Miguel Nóbrega, João Moura e Rui Martins alcançaram o 7º lugar.

Todos os resultados aqui.

Algumas fotos aqui.

 

A Taça de Portugal de Orientação faz agora uma pausa, voltando em Setembro. Até lá teremos o Leiria City Race, Figueira da Foz City Race e Águeda City Race. 

Written by

Mesmo com chuva, as ruas de Viseu receberam mais uma vez uma etapa do Portugal do City Race. Com partidas na Rua Formosa e chegadas em frente ao Mercado 2 Maio, atletas do 7 aos 75 anos caminharam e correram pela cidade de Viseu de mapa na mão.

No final repetiram-se os vencedores da primeira edição. Tiago Gingão Leal e Carolina Delgado (Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos) foram os grandes vencedores da quarta etapa do Circuito Portugal City Race 2016 no escalão de Seniores, cumprindo os 9 mil e 7.200 metros dos seus percursos (pela opção mais curta) em 34h08 e 40h35 respetivamente.

Rafael Miguel (Ori-estarreja) foi segundo com mais 6 minutos que o vencedor, enquanto o terceiro lugar ficou para Gil Pinto (Orimarão) com o tempo de 45h36.

Céu Costa também do GD4Caminhos e Zélia Viana do (.COM) ocuparam as posições imediatas, com mais 8h05 minutos e 9h18, respetivamente, que a vencedora.

Nos restantes escalões, vitórias de Margarida Ferreira (ADC) e André Roberto (COC) em Juvenis, Eduarda Moreira (ADC) e Pedro Silva (NAST) em Juniores, Joaquim Sousa (COC) e Raquel Ferreira (Individual) em Veteranos I, Jorge Silva (AMontanha) e Aida Correia (GD4C) em Veteranos II e Costa Leite e Beatriz Leite (Montepio) em Veteranos III.

João Gomes (EBJúlioSaúlDias) foi o vencedor do escalão de Formação, enquanto nos escalões abertos a vitória sorriu a Mateus Cunha (Individual em Curto, Nuno Alves (OriMarão) em Médio e José Lopes (Individual) em Longo.

Todos os resultados aqui.

Resultados

Seniores Masculinos
1.º Tiago Leal - GD4C 34:08
2.º Rafael Miguel - Ori-Estarreja 40:08
3.º Gil Pinto - Orimarão 45:36

Seniores Femininos
1.º Carolina Delgado - GD4C 40:35
2.º Céu Costa - GD4C 48:40
3.º Zélia Viana - .COM 49:53

Depois de Viseu, seguem-se os seguintes eventos:
Leiria City Race, 26 de Junho
Águeda City Race, 16 de Julho
Figueira da Foz City Race,17 de Julho
Porto City Race, 23 a 25 de Setembro
Aveiro City Race, 22/23 Outubro

Written by

Hermínia Tavares do Clube de Orientação de Viseu mostrou que está numa excelente forma ao alcançar a vitória nos Campeonatos Nacionais de Distância Longa e Sprint no escalão D60. Depois dos títulos ibéricos de distância média e longa, Hermínia Tavares alcança mais duas importantes vitórias.

Numa organização da secção de Orientação da Associação de Deficientes das Formas Armadas (ADFA), os Campeonatos Nacionais de Distância Longa e Sprint decorreram na Marateca e Palmela, terrenos que acolheram os Europeus de Orientação em 2014.

No primeiro dia realizou-se a distância a longa em terreno de montado Alentejano, onde para além da vitória de Hermínia Tavares, destacou-se Sofia Pinto com um 3º lugar em D21A. Já no segundo dia do evento, a zona história de Palmela recebeu cerca de cinco dezenas de atletas que lutaram pelo melhor tempo nos diferentes escalões. Aqui não foi só Hermínia Tavares a brilhar mas também Tiago Reis com o 3º lugar em H40, Susana Almeida com o 1º Lugar em D21A e Miguel Nóbrega com o 3º lugar em H21A.

A Taça de Portugal Vitalis de Orientação continua nos próximos dias 11 e 12 de Junho, em Arraiolos. 

Todos os resultados aqui

Written by

Hermínia Tavares é o grande destaque da participação do Clube de Orientação de Viseu - Natura no Campeonato Ibérico Feminino de Orientação que decorreu nos passados dias 23 e 24 de Abril. Com uma boa organização do Ori-Estarreja, os fantásticos terrenos de Aguiar da Beira ofereceram aos cerca de 700 atletas um excelente fim de semana de orientação. O evento foi composto por 3 etapas, sendo todas elas pontuáveis para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação.

Na sequência dos bons resultados alcançados em Abrantes, a atleta Hermínia Tavares alcançou os títulos ibéricos de distância média e distância longa no escalão D60.

Mas os bons resultados não ficaram por aqui. Miguel Nóbrega, em H21A, foi o melhor português na prova de Sprint, alcançando um terceiro lugar na geral. Já na distância longa, foi o segundo melhor português, 7º na geral. Susana Almeida em D21A foi terceira no sprint eTiago Reis 4º classificado em H40 na distância longa.

A boa comitiva do Natura presente em Aguiar da Beira aliada à excelente prestação de todos permitiu alcançar um excelente 11º lugar por equipas, num universo de 87 equipas presentes.

A Taça de Portugal Vitalis de Orientação continua nos próximos dias 14 e 15 de Maio, em Palmela. Já em Viseu, não percam o Viseu City Race nos próximos dias 28 e 29 de Maio (www.viseucityrace.coviseu-natura.pt).

Todos os resultados aqui.

Algumas fotos aqui

Written by

Realizou-se nos dias 19 e 20 de Março a TAÇA RIBATEJO INTERIOR a contar a Taça de Portugal Vitalis de Orientação.

Abrantes foi o local escolhido pelo Clube de Orientação e Corrida (COA) para receber atletas de diferentes regiões do país e até alguns espanhóis.

O Clube de Orientação de Viseu – Natura apresentou-se com uma excelente equipa.

No primeiro dia realizou-se uma prova de Distância Média, prova TempO e um Sprint Urbano Noturno. É de destacar os resultados dos atletas Diogo Neto (H12) e Hermínia Tavares (D60) por terem alcançado o 2ºlugar na prova de distância média. Na prova de TempO o único atleta do COV- Natura a realizar a prova foi João Rodrigues. Já na prova de sprint noturno é de destacar os atletas Diogo Neto (H12), Susana Almeida (D21A) e Hermínia Tavares (D60) por terem alcançado o 1ºlugar, e os atletas Miguel Nóbrega (H21A) e Rafa Silva (H21B), ambos com um 2ºlugar.

No segundo dia o São Pedro ajudou, trazendo-nos sol durante toda a manhã. Neste dia destaca-se a atleta Hermínia Tavares (D60) que obteve um 2º lugar.

No final, no somatório de pontos das 3 etapas os resultados sorriram para a equipa do natura:

  • Diogo Neto H12 (escalão de formação, onde todos são vencedores) – 2º lugar
  • Hermínia Tavares D60 – 1ºlugar
  • João Rodrigues H65 – 3ºlugar
  • Miguel Nóbrega H21A – 2ºlugar
  • Susana Almeida D21A – 3ºlugar
  • Rafa Silva H21B – 3ºlugar

Com os resultados dos atletas na TAÇA RIBATEJO INTERIOR, o COV – Natura conseguiu alcançar um 7º Lugar (35 clubes inscritos na prova) na classificação por Clubes.

Todos os resultados podem ser consultados aqui.

Algumas fotos podem ser consultadas aqui.

 Sofia Pinto - Natura

Written by

Barcelos City Race

Sunday, 20 March 2016 20:11

No passado dia 13 de Março iniciou-se em Barcelos a 2ª edição do Portugal City Race. Num domingo cheio de sol e com uma grande moldura humana, o Natura marcou presença com vários atletas nos mais variados escalões. 

Fica o resumo das participações do Natura. Mais resultado no OASIS

Algumas fotos aqui.

A próxima etapa do Portugal City Race realiza-se em Braga no dia 3 de Abril. 

barcelosresultados

Written by

Apresentação

Indo ao encontro dos ideais do Desporto para Todos o Clube de Orientação de Viseu – Natura e o Centro de Apoio a Deficientes de Santo Estêvão unem sinergias para a organização da prova de Orientação Adaptada, um Desporto para Todos.

Assim, particularmente direcionada a pessoas portadoras de deficiência, crianças até ao 1ºciclo e a idosos não queremos deixar ninguém de fora e desde já convidamos a todos a juntarem-se a nós no dia 18 de maio, pelas 13:00 horas, no Parque desportivo do Fontelo em Viseu.

A participação na prova pode ser realizada em pequenos grupos, a pares ou individualmente. Os participantes poderão optar por dois percursos:

  1. orientação adaptada - direcionado para pessoas com limitações cognitivas, crianças em idade pré-escolar e idosos, a prova poderá ser realizada individualmente ou em pequeno grupo e terá um percurso 1300 m ao longo do qual os atletas serão estimulados a visitar 12 pontos de controlo. 
  2. orientação de precisão- direcionado para pessoas com limitações motoras e adultos, a prova poderá ser realizada individualmente ou em pequeno grupo e terá um percurso de 1000 m ao longo do qual os atletas são incentivados a visitar 7 pontos de controlo.

Programa

16 de maio (segunda-feira)

23:59:59 - Encerramento das inscrições

19 de maio (quarta-feira)

12:30 h Abertura do secretariado (Parque do Fontelo)

13:00 h – Briefing inicial

13:30 h – Partidas dos primeiros atletas

15:30 h – Lanche convívio

16:00 h - Cerimónia de Entrega de Prémios

Não perca esta oportunidade de praticar uma atividade divertida e com um elevado potencial inclusivo. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas através do seguinte endereço: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

Informações complementares

 

Orientação Adaptada o que é?

É uma disciplina da Orientação, vocacionada especificamente para portadores de deficiência intelectual e crianças em idade pré-escolar.

Subdividida em duas vertentes, uma primeira de carácter predominantemente de divertimento, denominada por “Atividade Adaptada”, tem um propósito eminentemente lúdico e o seu desenvolvimento requer a constante interação de um pequeno grupo de indivíduos. Uma segunda, intitulada de “Orientação Adaptada”, tem um intuito puramente competitivo, apela à autonomia dos praticantes para o desenvolvimento e concretização individual do percurso.

Como se faz?

  1. No início da atividade o praticante recebe um mapa do local onde se encontra assinalado o terreno de prova, a sinalética correspondente ao número de pontos a visitar, assim como a respetiva sequência de cores correspondente à resposta correta que deve ser assinalada num cartão fornecido no início da prova.
  2. Em cada ponto de controlo a visitar está materializado por um ponto de observação no qual se pode observar um conjunto de 3 a 5 balizas com as sequências de cores.

  3. O fator tempo é relegado para segundo plano. O importante é que o orientista faça a correlação entre o que se encontra assinalado no mapa e o que está materializado no terreno sob a forma de sequência de cores.

  4. Os participantes devem ser incentivados a interpretarem o terreno de prova, aproximar-se e observar atentamente as sequências de cores e a compará-las com a sinalética do mapa.

  5. Posteriormente à observação regressam ao ponto de observação e, através de um picotador (alicate), assinalam a resposta correta no cartão de controlo fornecido no início da prova.

  6. Vence aquele que no final da prova obtiver o maior número de respostas corretas.

 

Orientação de Precisão o que é?

Orientação de Precisão baseia os seus objetivos enquanto modalidade desportiva na capacidade de leitura e interpretação de um mapa. Deste modo estimula os praticantes a resolver problemas sobre a colocação de balizas em elementos no terreno.

Como se faz?

  1. O atleta recebe um mapa com um percurso onde se encontram os pontos de controlo;

  2. Para cada ponto de controlo existe um ponto de observação;

  3. Em cada ponto de controlo existem várias balizas possíveis, visíveis do ponto de observação. As balizas são designadas pelas letras A a E, tal como se observam da esquerda para a direita a partir do ponto de decisão.

  4.  O objetivo é, em cada ponto de controlo, escolher a baliza colocada no local indicado no mapa;

  5. A decisão é registada num cartão de controlo fornecido no início da prova.

  6. Caso não exista nenhuma baliza corretamente colocada no local indicado no mapa a resposta deve ser assinalada na quadrícula da letra Z do carão de controlo.

  7.  Vence aquele que no final da prova obtiver o maior número de respostas corretas.

 

Para completar estas informações não deixe de consultar:

Artigo de Tadeu Celestino & Antonino Pereira (2015) “Orientação Adaptada: Características e Potencialidades de um Desporto de Inclusão” na Revista Científica da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, em:
http://www.fpdd.org/output_efile.aspx?id_file=3875

Artigo da Federação Portuguesa de Orientação “Trail Orienteering”: http://www.fpo.pt/Trail-O

Artigo do Grupo Desportivo 4 Caminhos “Orientação Adaptada Um Desporto para a Deficiencia Intelectual:
http://gd4caminhos.com/eventos/circuito/images/stories/circuito/ori_adaptada_regulamento.pdf

Written by

Norte Alentejano O'meeting 2016

Friday, 19 February 2016 21:44

No passado fim de semana terminou um período intensivo, de quatro fins de semana de Orientação. O Norte Alentejano O´Meeting (NAOM) desenrolou-se na região de Castelo de Vide e tratando-se de um World Ranking Event (WRE), levou um elevado número de atletas estrangeiros a participar. Destaque para o nosso já conhecido Thierry Gueorgiou que conseguiu o 1º lugar na Geral no escalão de Super Elite.

Este evento ficou marcado pelas condições atmosféricas adversas do primeiro dia, com ventos fortes e chuva intensa, dificultando a progressão dos atletas na prova de distância média em terreno rochoso. 

O Clube de Orientação de Viseu – Natura apresentou-se com 15 atletas.

No primeiro dia realizou-se uma prova de distância média em terreno rochoso e um sprint urbano noturno. É de destacar os resultados dos atletas Diogo Neto (H12) e Tiago Reis (H40) por terem alcançado um 3º (2º melhor português) e 4º lugar (3º melhor português), respetivamente, na prova de distância média. Na prova de Sprint noturno as condições climatéricas adversas mantiveram-se, mas não impediu a participação de todos os atletas do Natura, que mesmo em piso escorregadio devido à chuva concluíram as respetivas provas.

O segundo dia apresentou uma melhoria das condições climatéricas, ocorrendo períodos de sol no decorrer da prova. Neste dia destaca-se o atleta Miguel Nóbrega (M21A) que obteve um 7º lugar (4º melhor português). Com este resultado, Miguel Nóbrega (M21A) conseguiu terminar em 7º lugar na classificação geral e 4º melhor português, do respetivo escalão.

Com os resultados dos atletas no NAOM, o COV – Natura conseguiu alcançar um 22º Lugar (222 clubes inscritos na prova) na classificação por Clubes, alcançando o 8º lugar a nível Nacional.

Todos os resultados podem ser consultados aqui

Algumas fotos disponíveis aqui

Rafa Silva - Natura

Written by
Page 3 of 4